Braço Mecânico Industrial – Parte 1

Olá pessoal, pra quem já está acompanhando meu instagram, youtube e snapchat sabem que estou lutando pra construir um braço mecânico industrial. A ideia não é nova, mas é um desafio pessoal que pode ser facilmente concluído. Bem, facilmente é um ponto complicado de ser alcançado, mas possível é sim!

Alguns pontos que preciso evoluir são principalmente no que se tange ao desafio em si. Criar um braço mecânico com quantos pontos de movimento? Quantos motores? Usar apenas um EV3? Usar quantos sensores? Pontos de parada mecânicos ou por sensores?

Tantas perguntas e pouco tempo acabaram gerando essa primeira versão em dezembro de 2015. Após várias pesquisas pela internet e muito desenhar cheguei a uma versão super simples, estática e funcional. No modelo abaixo o braço conseguia se movimentar em apenas dois eixos. Podemos chamar de cotovelo e mão nesse caso. Toda a estrutura estava fixada em cima de uma base com o EV3 servindo como contrapeso para a construção.

Versão 1.0

Após mais algumas várias tentativas, quis evoluir para um movimento um pouco maior e com isso a nova versão do braço mecânico surgiu. Infelizmente ainda não possuía algumas peças essenciais para o movimento, mas já tinha uma boa ideia do que seria preciso para isso.

Versão 2.0 ao fundo e 3.0 à frente

Na versão acima é possível ver dois protótipos, no fundo uma versão que movimentava o “ombro” para alcançar objetos mais próximos e com a possibilidade de receber mais alguns módulos superiores. À frente a versão 3.0 onde é possível ver a evolução no peso e estrutura de movimento. Todos muito rústicos ainda, mas já cumpriam o seu papel de aprender como poderiam ser feitos e seu funcionamento.

No próximo post, as versões mais atuais e algumas dicas pra quem quiser construir o seu também!

Enjoy!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *