MCP 2017

Uma vez por ano a LEGO seleciona os maiores divulgadores, construtores, desenvolvedores e artistas no LEGO MINDSTORMS e os convida à participar de uma comunidade conhecida como MCP (MINDSTORMS Community Partner). Esses 50 especialistas são convidados à participar de várias conversas e desafios para conseguir envolver ainda mais as comunidades locais e compartilhar suas ideias, construções e programações com o mundo, trocando experiências e dando voz aqueles que estão precisando de um empurrãozinho para a divulgação mundial.

No Brasil, existiam apenas dois candidatos representando esse seleto grupo, mas graças à todo o investimento de trabalhos e divulgações, nesse ano fui convidado à participar do grupo. Ainda estou emocionado, empolgado, e com certo nervosismo de poder participar mas muito empolgado pelas novas possibilidades. Acho que o maior nervosismo surgiu quando pude saber que além de ter sido selecionado como um dos 50 especialistas em LEGO MINDSTORMS pelo mundo, a própria LEGO e sua comunidade que me indicaram.

O mais importante para mim agora seria fazer o que sempre fiz, compartilhar o conhecimento, gerar sinapses em grupo para que todos possam ter oportunidades de aprender, empreender e crescer com elas. Ter apenas o conhecimento e não poder partilhá-lo e experimentá-lo com outros não gera a experiência necessária para se criar e inovar. Acho que essa é uma das razões pelas quais pude ser selecionado. A criação do projeto do AprendaRobótica, das divulgações e compartilhamentos de vídeos e projetos conseguiu me dar um pouquinho do espaço que sempre quis, agora é correr muito pra conseguir fazer mais e ainda melhor!

Conte comigo no que precisar, juntos faremos um mundo melhor, um dia de cada vez!

Noivinhos

Chega uma certa época da nossa vida onde o que a gente mais quer é ficar de boa, na sua casa de campo, acompanhado pela melhor pessoa que poderia estar do nosso lado, olhando para o pôr do sol, ouvindo uma boa música ou ainda lendo um bom livro não é mesmo?

A casa de campo ainda não tenho, mas uma pessoa para ler, ouvir, brincar e falar bobeiras eu tenho sim! E pra poder celebrar esse momento e muitos outros tive a oportunidade de conhecer uma cidadezinha muito bacana chamada Lavras Novas e com essa linda pessoa poder aproveitar um fim de semana bem gelado.

Ir para lá já é uma aventura por si só. A cidade é pequena, limpa, bem pacata, linda de se ver, porém, chegar lá depois da meia-noite com uma bruma pesada não foi fácil mas foi divertido. O medo de cair do barranco, ficar perdido no meio da selva mineira e esperar socorro aéreo após um sumiço de duas semanas passava pela cabeça da minha amada, mas felizmente nada disso aconteceu. Bem, a bruma aconteceu sim!

Desbravadores do mundo!

Após vários goles de vinho, consegui surpreênde-la com um pedido bem especial, o de poder compartilhar os meus momentos felizes, tristes, de bobeira, leitura e música com ela, ninguém mais. Mais feliz ainda foi quando ela aceitou e pudemos comemorar de vez o nosso momento.

A parte mais interessante desse dia é que como não poderia deixar de ser, eu teria que pedir de uma forma especial, e por isso, nada melhor que poder representar o que sinto com uma construção. Dessa vez, nada de movimentos robóticos, construções enormes nem nada diferente demais. Apenas uma construção de uma caixa, com laços e enfeites todos feitos de LEGO. Após algumas tentativas (achei que seria mais simples haha) ela conseguiu abrir e com isso a imagem abaixo lhe foi apresentada.

Segue um vídeo:

Até então, apenas o noivo possuía um anel (ok, sei que é do Senhor dos Anéis, mas até então é o único que conheço que a LEGO produziu). Após o aceite, ela também recebeu o dela e ficamos com a caixa completa.

Obrigado amor por mais essa experiência e espero que possamos compartilhar muitos momentos juntos. Te amo.

Expectativas para o Campeonato Nacional FLL 2015/2016

É complicado viver nesse hiato entre o fim de uma temporada regional e o campeonato nacional da FLL uma vez que se participa deles. Esse período de reavaliação de estratégias, desafios, realinhamento de atividades e tarefas são necessários para que possamos nos preparar para uma das mais difíceis, mas não impossíveis fases do campeonato.

Sei que sou um dos juniores nesse tipo de competição mas também sou bem velho nela. Complicado mas existe um sentido nisso tudo. Lá em 1998 quando a LEGO Education ainda não existia, nem nenhum desafio do tamanho da FLL ainda havia sido iniciado, uma série foi apresentada em um colégio no interior de Minas para um certo número de alunos que eram muito curiosos e com vontade de fazer algo mais durante aquele período. Durante dois fins de semana pudemos colocar as mãos no famoso kit Mindstorms RCX. Sim, aquela maravilha tecnológica poderia fazer blocos simples se transformarem e movimentarem nossos sonhos de criança. Não era mais necessário desmontar carrinhos de controle remoto, tirar “luzinhas” dos brinquedos nem nenhuma gambiarra mais. Era necessário apenas fazer uma programação no computador e milagrosamente encaminhar para o Brick Inteligente (P-Brick) via infra-vermelho (a tecnologia mais inovadora sem fio até então).

Gui lego

Dá até uma vergonha de mostrar essa foto, mas sim, sou eu (sem barba nem bigode (NERD) aos 14 anos do lado esquerdo da foto) e dois amigos (Robert e Anderson) da época de escola técnica. A foto pode até parecer estranha mas é porque foi escaneada de um jornal, o Estado de Minas quando tivemos a oportunidade de apresentar o “Baratinha” que era o nosso robô.

Bem, passados tantos anos entre a pequena competição do colégio (onde ficamos em segundo lugar por um pequeno diferencial de tempo) e a FLL de 2014/2015 fizeram com que essa competição alcançasse um patamar até então desconhecido. Fui convidado para participar como juiz de design e palestrante sobre melhores técnicas de construção na etapa regional de Minas Gerais recebendo times mineiros, cariocas e capixabas. Nesse momento meus olhos brilharam como não faziam há muito tempo, e uma competição dessas poderia me abrir uma oportunidade única de apresentar um pouquinho do que fazia na sala de casa para mentes novas e curiosas em uma competição muito animada.

E assim comecei a participar graças a um convite da Débora (DHEL), Anete e Sabrina do SESI-MG que me fizeram fazer parte de um dos projetos que mais amo. Logo após veio o convite para o nacional para continuar como Juiz do campeonato nacional e poder colaborar mais um pouco com essa grande equipe que quer fazer do Brasil um país melhor. Lá estive com bons amigos de várias áreas e que me ensinaram que todos tinham uma história e um jeito diferente de ver a robótica e o LEGO para essas crianças. Formas diferentes de como eu via e de como interagia com elas.

E foi nessa animação que começaram alguns projetos onde o mais famoso até então é o AprendaRobótica que vocês já devem conhecer. Nele conseguimos convidar alguns dos maiores ícones do cenário da robótica educacional no Brasil pra divulgar um pouquinho do conhecimento de cada um nas áreas de estratégia, programação, core values, design de robô e pesquisa. Tanta gente boa que é impossível não citar o tanto que aprendo com cada um deles em cada encontro ou conversa rápida. O mais interessante? Nunca conseguimos encontrar todos os professores ao mesmo tempo, no encontro nacional desse ano que teremos essa primeira oportunidade (entre muitas!).

Espero que tenham gostado um pouco desse meu momento na história e continuem aqui, novidades aparecerão sempre por aqui!

Reportagem Lego 80 anos

Olá Pessoal,
Estou super feliz pois a reportagem em que participei já está disponível na internet. A reportagem foi feita com a TV UFMG que é um canal disponível em Belo Horizonte e o assunto logicamente era sobre a LEGO. O vídeo a seguir conta um pouco da história dos 80 anos do brinquedo mais famoso do mundo tive o prazer de falar sobre essa minha paixão diária. Conheça um pouco mais sobre mim e sobre a LEGO no Brasil e em BH.

Obrigado à equipe de reportagem e a todos que contribuíram para esse meu crescimento pessoal. Em especial aos meus pais, irmãos, namorada e amigos do LUGBrasil.

– English version:

Hello folks,
I am very happy because the report/article that I was part of is available on internet. The report was done by the local TV channel called TVUFMG and the subject was about the LEGO. In this video you will learn about the 80 years of the most famous toy in the world and a little bit about my daily passion. Please, enjoy this video where you will know about myself and about LEGO in Brazil and in Belo Horizonte. This video is only available in portuguese, if needed, please tell me and I will provide the english subtitles.

I would like to send my thanks to the UFMG TV channel team and specially to my parents, siblings, my girlfriend and to my friends from LUGBrasil.

História

Bem, para começar um blog pra falar sobre uma das minhas maiores paixões, e do único brinquedo que me fez aplicar toda a imaginação que pude, é preciso falar um pouco da história dele na minha vida.

Quando fiz meu aniversário de 7 anos não haviam muitas lojas abertas (faço aniversário no dia 02/07) pois nessa época o fechamento de caixa acontecia no dia 01 e 02 de cada mês. Meu pai me pegou pelo braço e me fez andar um pouco pelo bairro até encontrarmos algum lugar aberto e que tivesse brinquedos. Depois de muito andar encontramos o carrefour aberto e para minha surpresa encontrei algo que poderia me fazer parar de querer desmontar tudo o que ganhava e tentar criar os meus próprios brinquedos. Sim! Ganhei meu primeiro LEGO que fez mudar meu mundo de imaginação e me tirar um pouco dos livros. Como eu era um pouco mais velho que meus irmãos, as brincadeiras eram um pouco diferentes, e por isso, só de poder exteriorizar um pouco do que eu gostava já era demais pra mim.

Abaixo a imagem do primeiro lego que tive, acompanhe:


Esse amigo da criatividade era nada mais que um super avião de transporte de encomendas com dois carros de transporte e dois minifigs, sendo esses um Piloto e um Hardworker. Havia uma abertura traseira para inserir os pacotes pelo pack-lifter e um carro de transporte menor.  Acreditem, apesar de ser um set simples, já conseguir criar muitas outros MOCs que me renderam bons anos de criação. Submarinos, delegacia, posto de bombeiros, robôs gigantes, estação de petróleo, barco pirata, estação espacial, foguete espacial entre muitos, muitos outros.

Hoje, muitos anos depois, impulsionado pela minha namorada na época, me pediu para abrir uma caixa de LEGO cheia de histórias, peças e manuais empoeirados. Pude montar meu tão antigo amigo de imaginação. E aqui está ele (ou o que sobrou dele).

LEGO 6375 - 23 Anos depois

Logicamente não tenho mais todas as peças, mas as que sobraram e com leves adaptações para montagem me fizeram ter hoje uma das lembranças mais gostosas que poderia, um velho amigo criado com sucesso.

E é por causa disso que à partir de agora, poderão ver algumas das minhas criações, compras e adaptações encontradas pela minha história e dia-à-dia no mundo dos blocos.

Enjoy!